quarta-feira, 2 de agosto de 2017


Exclusividade: Vantagem ou Desvantagem?

Vender e comprar imóveis de forma mais segura e eficiente.

Essa é uma das vantagens em deixar seu imóvel para um Corretor de Imóveis credenciado pelo CRECI  captar com  Exclusividade.
Ter um Contrato de Exclusividade, que autorize a venda de determinado imóvel a um único corretor ou imobiliária, reflete diretamente na qualidade da negociação.

O que ocorre é que o proprietário, por ansiedade, repassa seu imóvel à venda a diversos Corretores e/ou Imobiliárias achando que, desta forma, terá muito mais chance de vender.
Pensando desta forma, sabe o que pode acontecer?
Um possível comprador em potencial vê o mesmo imóvel anunciado em vários sites por várias imobiliárias e achará que o proprietário está “desesperado” para vender. Com isso, acaba dando uma oferta menor. Ou seja, isso desvaloriza muito o imóvel.

O corretor que obtém a Representação de Exclusividade tem maior interesse em investir na divulgação do imóvel. Ele investe:
  • Tempo – Para ter todos os detalhes e diferenciais possíveis sobre o imóvel.
  • Análise do ambiente para Home Stage – Ele prepara o imóvel para fazer uma sessão fotográfica com finalidade imobiliária, ou seja, com melhores ângulos; claridade adequada; análise de detalhes que podem tornar o imóvel “Único”!
  • Criação da Melhor Descrição – com palavras-chave para o leitor “sentir o imóvel”.
  • Investimento Financeiro em:
  1. Publicação em Portais Imobiliários
  2. Placas
  3. Folder’s
  4. Revistas
  5. Redes Sociais
Enfim, deixar a captação mais perfeita possível desde a captação de todos os documentos fotos até a descrição mais
Não só no site de sua imobiliária ou Jornal, mas também em Revistas, Folders,
Além disso, existe o perigo em entregar as chaves para visitantes. É importante ter o cadastro de quem faz as visitas, principalmente nos grandes centros urbanos. Quando se escolhe várias imobiliárias, fica mais difícil responsabilizar uma delas por algo que eventualmente ocorra. Se o proprietário escolhe apenas uma, ele pode responsabilizá-la por danos. Isso é ainda pior quando o proprietário ainda mora no local, pois não é só o imóvel, mas a sua família que está em risco.

Para o comprador é, também, muito positivo, pois terá a comodidade de saber que o imóvel que vai visitar por uma determinada imobiliária não é o mesmo que já visitou por outra. O que ocorre muito é que as imobiliárias anunciam o mesmo imóvel de forma diferente. Muitas vezes a pessoa se interessa pelo imóvel e quando vai visitá-lo, descobre que já esteve lá com outro corretor.
Para o corretor, captar em exclusivo também é mais seguro, visto que terá garantido seus honorários quando aquele imóvel for negociado. Quando há um imóvel exclusivo, ele trabalha com tanto interesse que acaba vendendo. Todas as partes envolvidas têm grandes vantagens.
Sem a exclusividade, o proprietário oferece seu bem por três ou quatro imobiliárias diferentes. Muitas vezes esse imóvel tem dois ou três interessados. Logicamente, não pode ser vendido a mais de um comprador. Isso cria um imbróglio jurídico* grande.

Outro problema é quando um interessado visita o imóvel por uma imobiliária, mas só decide fazer a compra no futuro, com outra imobiliária. Neste caso o primeiro corretor, que fez o registro do cliente, tem direito à remuneração pela venda. Mas o segundo corretor, que talvez tenha argumentado melhor, também tem direito. Isso cria um impasse. A não ser que um deles decida abrir mão dos honorários, o que é praticamente impossível, pois houve um grande trabalho ali.

Já com relação à visibilidade do imóvel: O corretor pode anunciar o imóvel publicamente com o contrato de exclusividade. Muitas imobiliárias estão interligadas em rede. Assim, o imóvel pode ser divulgado por várias empresas. Porém, só um corretor cuidará da finalização da venda e uma parte deste honorário será deste.

*Imbróglio Jurídico: Sucessão dos acontecimentos que constituem uma ação de maneira confusa; enredo truncado ou confuso.


Fonte/Texto : Rejane Bandeira

quarta-feira, 26 de julho de 2017


Definições precisas para um empreendimento perfeito. A brasilidade se faz presente em cada linha, criando um projeto completo em autenticidade. Em sintonia com os edifícios mais desejados de Londres, Milão e Barcelona.
Assinado com maestria pelo consagrado arquiteto brasileiro Arthur Casas, o edifício está localizado em frente ao Graciosa Country Clube, um dos clubes mais tradicionais da cidade.
O Ícaro dispõe de residências suspensas de 315m², 459m² e 549m², garden duplex com 738m² e coberturas duplex de 535,55m², 682,98 m² e 840,76m² (privativos).
O projeto conta também com acabamentos premium, tais como:
– Piso de madeira maciça estruturada na área íntima.
– Infra para toalheiro térmico e desembaçador de espelhos na suíte máster.
– Piso aquecido em todos os banheiros das suítes.
– Infra para instalação de piso aquecido em toda área íntima e social.
– Piso e bancadas em mármore em todos os banheiros das suítes.
– Louças e metais de alto padrão com design contemporâneo.
– Churrasqueira a carvão inserida no espaço gourmet.
– Lareira a álcool nos terraços de todos os apartamentos tipo.
– Piscinas e SPA das coberturas e garden entregues com deck e acabamentos de alto padrão.
Entre em contato para saber mais detalhes deste maravilhoso projeto de arquitetura. http://www.fayzano.com.br/icaro

terça-feira, 12 de julho de 2016

10 possíveis enganos frequentes na hora de escolher as cores para decorar a casa!!

1: Branco.
Tudo branco é monótono demais. O ideal é pensar em detalhes coloridos. Uma tarefa simples, já que o branco combina com quase tudo.
Exemplo de exagero de branco.


2: Uso incorreto da cor para dividir ambientes.
Muitas pessoas usam diferentes cores para criar vários ambientes em um mesmo espaço. Ou seja, separam as paredes com diferentes cores. Isso nem sempre dá certo. Se você gosta dessa opção, siga a lógica, e tente deixar tudo com um mesmo padrão.
Exemplo de divisão bem feita.


4: Iluminação.
É importante lembrar que a percepção das cores é afetada pela iluminação natural, de dia, e artificial, de noite. Por isso, cuidado principalmente com cores escuras.
Exemplo de uma boa iluminação!


5: Deixar o tipo de piso para o final.
Escolha a cor do piso ao mesmo tempo que o restante, não depois que tudo estiver decorado e terminado. Visualmente, o piso atrai uma atenção especial e sua cor influencia todo o ambiente. As mesmas regras se aplicam para a escolha da cor do teto.
Exemplos de combinação de pisos e cores das paredes.


6: Não escolher uma cor protagonista.
Na hora de combinar diferentes tons de uma mesma cor, não tente usá-los em proporções iguais. Um tom deve ser o principal e ocupar pelo menos 60% do espaço.
Exemplo de ambiente colorido com um tom protagonista.


7: Uso equivocado dos contrastes.
Usar cores contrastantes é difícil em função dos exageros. O excesso de contrastes irrita os olhos. Além disso, algumas combinações simplesmente não funcionam.

8: Todo o espaço de uma só cor.
Não use apenas uma cor no interior. Use a sua favorita nas paredes, móveis ou outros objetos, mas não em tudo. Detalhes da sua cor preferida geram mais efeito que o espaço todo com ela.
Exemplo de exagero no uso de uma cor.



9: Combinar o tom da parede com o tom dos móveis.
Todos os móveis e objetos de decoração devem complementar harmoniosamente o ambiente. Ao escolher tons coloridos para as paredes e teto, você corre o risco de cair no exagero.

10: Cores fortes demais.
Não recomendamos o uso de muitas cores fortes porque elas irritam a vista. Se quiser, use as cores fortes nos detalhes, isso vai deixar o ambiente mais acolhedor.
Exemplo de exagero nas cores fortes.
Exemplo de harmonia nas cores fortes.

segunda-feira, 2 de maio de 2016


A Pantone e as duas cores como os tons de 2016:
Rose Quartz e Serenity.

Porém, a marca também liberou as 10 cores que prometem dominar o inverno deste ano.
O azul, aliás, é um destaque, tomando as duas primeiras posições com os tons Riverside e Airy Blue. A terceira posição para a temporada ficou com a cor Sharkskin, um tom de cinza que, como diz o nome, lembra a pele de um tubarão.
Assim como para a escolha das cores do ano, os tons do inverno priorizam cores mais calmas, para, de alguma forma, balancear os estresses da vida moderna.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Curitiba é a única cidade brasileira incluída na lista das 28 cidades mais limpas do mundo !

Curitiba é a única cidade brasileira incluída na lista das 28 cidades mais limpas do mundo publicada em fevereiro pelo site inglês Hassle. Outras cidades que entraram no ranking foram a australiana Sidney, a japonesa Tóquio e a norte americana Chicago.

Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

sexta-feira, 18 de março de 2016


Lugares que amamos na Inglaterra:
Casinhas de pedra da adorável Arlington Row, em Bibury!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Casa Vila Matilde - São Paulo

   Um imóvel na Vila Matilde, zona Leste de São Paulo, ganhou na categoria casa o prêmio internacional Building of the Year 2016, que elege entre milhares de projetos as 14 melhores construções do mundo.A casa, toda feita em concreto, recebeu investimentos de 150 mil reais e foi projetada do zero pelo escritório Terra e Tuma Arquitetos.Segundo Pedro Tuma, um dos responsáveis pela obra, toda a casa foi levantada em seis meses e ficou pronta em 2014.“A casa foi toda feita em bloco aparente e até o chão é de concreto. Priorizamos a iluminação, a ventilação, um pé direito alto. Acreditamos que é possível viver bem e confortavelmente sem revestimento”, afirmou o arquiteto em entrevista à EXAME.com. O imóvel possui no total 95 metros quadrados de área construída, com dois quartos, cozinha, sala de TV e jantar, além de garagem e uma laje aparente. Para Pedro, além da importância do prêmio, esse tipo de projeto também serve para mostrar que a arquitetura é sim para todos e que não é necessário muito dinheiro para desenvolver bons projetos.

Pedro Kok/Terra e Tuma Arquitetos